quarta-feira, 9 de março de 2016

"FORMAÇÃO CONTINUADA DESCENTRALIZADA 2016: BNCC ARTICULADA A PROPOSTA CURRICULAR"

Nos dias 18 e 19 de fevereiro aconteceu na EEB Adolfo Silveira "FORMAÇÃO CONTINUADA DESCENTRALIZADA 2016: BNCC ARTICULADA A PROPOSTA CURRICULAR", onde  foi produzido a partir da análise e discussão da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e da Proposta Curricular de SC um relatório pontuando-se as relações entre estas. Para ler o relatório na íntegra clique aqui.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

PROJETO:“AS DIVERSIDADES ÉTNICAS CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS E INDÍGENAS NO BRASIL”

RELATÓRIO DO PROJETO:
“AS DIVERSIDADES ÉTNICAS CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS E INDÍGENAS NO BRASIL”


O Dia 20 de novembro nos leva a refletir sobre o Dia da Consciência Negra, data instituída por Lei nº 10639 de 09 de janeiro de 2003. Este tema já estava planejado no PLANTE 2015 quando se definiu o eixo norteador que traz como título “Escola, lugar de... ENSINAR, APRENDER E CONVIVER COM RESPEITO E COMPROMETIMENTO”. Além da Lei 10639/03 também foi enfatizado a lei e nº 11645/08, que trata sobre a Educação Indígena. As ações foram desenvolvidas neste 4º bimestre.
Este projeto teve os seguintes objetivos:
- Refletir sobre a diversidade étnico-cultural para compreender que cada povo possui uma identidade própria, presente nas crenças, costumes, história e organização social;
- Perceber as contribuições da cultura africana e indígena para a formação do povo brasileiro;
- Promover o respeito às diferenças de qualquer gênero para a valorização do ser humano e da identidade cultural de todos os povos, para que dessa forma mudanças significativas na prática social sejam percebidas e seja efetivado o desenvolvimento da consciência cidadã.
Nesta Unidade Escolar foi trabalhado de forma interdisciplinar e foram propostas as seguintes atividades:
- Leitura, debate e produções relacionados aos seguintes temas:
  1.      Escravidão no Brasil;
  2.       A identidade afro-brasileira;
  3.       Comunidades quilombolas;
  4.       Respeito aos direitos humanos;
  5.  Discriminação;
  6.   Valorização da cultura afro e indígena;
  7. As Religiões africanas no Brasil;
  8. Racismo;
  9.  Preconceito;
  10. Cultura afro-brasileira: culinária, música, danças, brincadeiras e vestuário.
  11.  A arte africana no Brasil.

- Cartazes envolvendo os temas acima citados.
- Algumas turmas trabalharam o RAP – que é um discurso rítmico com rimas e poesias, que surgiu no final do século XX entre as comunidades negras dos Estados Unidos e também chega ao Brasil no voz dos MCs;
- A turma do 2º do Ensino Médio Inovador resgatou, pesquisou e apresentou  um pouco da cultura afro-brasileira: culinária (canjica, cocada, pé-de-moleque, bolo de gimguba - gimguba significa amendoim na língua africana ...) música, danças, brincadeiras e vestuário;
- A turma do 1º ano trabalhou a arte da cultura africana e indígena;
- As turma do Programa Mais Educação se divertiram e aprenderam muito ao pesquisar, ensaiar as coreografias e apresentar os ritmos da cultura africana (frevo, samba e a capoeira);
- Os alunos do Programa mais educação confeccionaram os guarda-chuvas com litros descartáveis e material reciclável para a dança do frevo;

Culminância do projeto “As diversidades étnicas culturais afro-brasileiras e indígenas no Brasil”
- No dia 17/11 no período noturno, 18/11 no período matutino e 19/11 no período vespertino, organizou-se uma hora cívica para a culminância do projeto. A professora Cleci, o Professor Ari e o professor Davi conduziram através de questionamentos a questão da alteridade (O Homem como ser social interage e interdepende do outro), racismo, preconceito, diversidades, entre outros temas;
- Apresentação das coreografias dos ritmos da cultura africana (frevo, samba e a capoeira) pelos alunos do Programa Mais Educação;
- Apresentação dos vídeos “Conscientização e preconceito” e “Consciência negra, o Brasil é isso aí”;
- Declamação das poesias: “Diversidade e Brancos, pretos e Amarelos”.
                   Entende-se que desenvolver estes temas é extremamente importante já que as estatísticas sobre os brasileiros ainda espelham desigualdades entre a população de brancos, negros e pardos. Motivar o respeito à diversidade e à pluralidade cultural, repensar atitudes e ações, é necessário, já que muitas vezes presenciamos situações de desrespeito, discriminação, preconceito e racismo.
Frevo Mais Educação

Frevo - Mais Educação

Capoeira - Mais Educação

Tocando em frente - violão - Turmas do Mais Educação

Comidas típicas - cultura afro-brasileira. Alunos do EMI

Relato sobre o Dia da Consciência Negra - alunas do EMI

Falas da Professora Cleci e Professor Davi

Alunos do 7º ano - Poesia "Diversidade"

Samba - alunos do Mias Educação

Claudinei Zanatta - Mais Educação

cartazes

















Fala do professor Ari

Capoeira - Programa + Educação

Cartaz 5º ano


“Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra” (Bob Marley)

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Painéis - Artes - Professor Ari Baldin e 3º ano - EM

Tradicionalmente os alunos de terceiro ano como última atividade da disciplina de artes pintam os painéis nas paredes do ginásio, na área coberta e refeitório, com temas apropriados  a cada ambiente. É uma oportunidade das turmas expressarem seus conhecimentos adquiridos ao longo dos anos nas aulas de artes. Parabéns ao professor e as turmas de 3º ano!!!!!!!!!!!!
Painel do 3º ano matutino





Painel do 3º ano noturno






terça-feira, 20 de outubro de 2015

Festival Municipal da Canção -FEMEC. Com a Participação dos alunos da E.E.B.Adolfo Silveira - PARAÍSO/SC








Premiação da categoria infanto juvenil:
1º lugar: Eduarda C. B. Garlet
2º lugar: Eduarda Pilla
3º lugar: Alana Saurin

Premiação da categoria livre:
1º lugar: Lucas Magnaguagno
2º lugar: Ana Carolina Salla e Ellian Salla